Jovem, mulheres, ervas daninhas, jardim vegetal

A jardinagem orgânica tem sido descrita como várias coisas: jardinagem sem produtos químicos, jardinagem ecologicamente correta, jardinagem natural são apenas algumas delas. E são todas essas coisas, mas essas frases tendem a ser tão ambíguas que acabam causando confusão. Por exemplo, “jardinagem livre de produtos químicos” é um equívoco total, porque se você está usando fertilizantes orgânicos ou sintéticos e pesticidas em seu jardim, eles são todos “químicos”. “Jardinagem natural” defende imagens de ervas daninhas correndo e infestadas de chifres plantas de tomate.

Obras de jardinagem “terra-friendly”, exceto que todos têm uma visão diferente do que consideram ser “amigável” para o planeta.

Então, para tentar reduzi-lo, a jardinagem orgânica consiste em três princípios principais:

  1. Alimente o solo.
  2. Concentre-se na prevenção.
  3. Use a solução mais simples primeiro.

Alimente o solo

O solo é a base de tudo o que cresce nos nossos jardins. Se o solo for fraco em nutrientes, compactado ou desprovido de microrganismos benéficos, não suportará plantas saudáveis. Você pode tentar “consertá-lo” com fertilizantes, mas nunca crescerá tão bem quanto uma planta cultivada em solo saudável, rico e friável. Alimentando o solo, você fornece plantas com uma boa base para um crescimento saudável. Plantas que são saudáveis ​​são menos propensas a serem incomodadas por problemas de pragas e doenças.

Então, como você alimenta o solo? Adicionando emendas orgânicas do solo, como composto, estrume, folhas cortadas e coberturas e sobre a superfície do solo.

Um teste de solo irá informá-lo sobre eventuais deficiências minerais e explicar como remediar a situação.

Concentre-se na Prevenção

Há várias coisas que você pode fazer para ajudar suas plantas a prosperarem, o que limitará sua suscetibilidade a problemas com pragas e doenças.

  • Preste atenção às preferências de luz, umidade e solo das plantas. Combine a planta com o local certo e ela crescerá de forma mais robusta e será mais capaz de resistir a problemas com pragas e doenças.

  • Dê suas plantas algum espaço para respirar. As doenças fúngicas aumentam quando as plantas são plantadas muito de perto. Plantas suscetíveis, como lilases, monarda, phlox e rosas, devem receber um local com bastante espaço para que o ar circule em torno da folhagem.
  • Compre e variedades resistentes a doenças de plantas.
  • Mantenha um jardim limpo. Remova a folhagem doente da área. Pegue a fruta caída. Preste atenção à poda; o oídio e o blackspot podem ser frustrados abrindo a planta e cortando as hastes doentes ou fracas.
  • Observe, observe, observe. Se você pegar um problema no começo, como um caso de blackspot ou uma infestação de pulgões, você pode eliminá-lo imediatamente e acabar com ele. É muito mais fácil lidar com isso em seus estágios iniciais do que ter que lutar contra uma infestação completa. Verifique seu jardim regularmente, diariamente, se possível, para observar os problemas.

Use a solução mais simples primeiro

Quando você vê os arsenais de grama e jardim químicos disponíveis em seu centro local, parece tão simples: se você tiver um problema com pulgões, compre um produto químico para matá-los. Mas o fato é que cuidar da maioria dos problemas do jardim é simples e requer medidas muito menos drásticas do que encharcar seu jardim com produtos químicos.

Por exemplo, o primeiro curso de ação, quando se percebe pulgões no jardim, deve ser tentar tirá-los das plantas com água da mangueira. Normalmente, isso resolverá o problema. A próxima opção, se a água não for suficiente, seria inventar um spray simples, natural e caseiro para tratar o problema. Muito, muito raramente, um problema realmente requer um spray químico. A opção mais eficaz, especialmente em termos de besouros e lagartas, é pegá-los regularmente com as mãos e matá-los. Isso está ligado ao ponto anterior; observando regularmente o seu jardim, você será capaz de evitar problemas antes que eles se tornem um grande negócio.

A jardinagem orgânica não é difícil e não é complicada. O que isso requer é um olhar atento, uma apreciação de todas as criaturas que vivem em seu jardim e a determinação de lidar com os problemas à medida que surgirem.

E, pense nisso: é muito mais agradável passear pelo jardim, pegar um repolho ocasional da couve, do que vestir roupas de proteção e começar a pulverizar inseticidas.

Instruções De Vídeo: .

Deixar Um Comentário